BLOG

  • Aquecimento global vai estimular crescimento de insetos e pragas, diz estudo

    Uma consequência pouco estudada das mudanças climáticas é que o aumento das temperaturas estimula o crescimento dos insetos e, portanto, das pragas que devoram cultivos como o milho, arroz e trigo.

    Pesquisadores da Universidade do Estado de Washington concluem, em um estudo publicado nesta quinta-feira (30) na revista Science, que a produção agrícola mundial verá seu rendimento reduzido por causa de uma característica fisiológica universal dos insetos, a de que quanto mais calor faz, mais comem.

    Além disso, nas regiões  temperadas, o aumento das temperaturas  também fará com que os insetos  se reproduzam mais rápido, com a soma de ambos os efeitos.

    Simulação de perdas

    Avaliar as perdas agrícolas adicionais é um exercício difícil, mas os pesquisadores o fizeram simulando o impacto de um aumento de 2°C no metabolismo dos insetos e calculando o novo apetite. Isso não leva em conta o uso adicional de pesticidas ou outras mudanças para prevenir esses estragos.

    Uma espécie invasora se beneficiaria particularmente: o pulgão russo do trigo. Esse inseto verde, de entre 1mm e 2mm, colonizou os Estados Unidos na década de 1980 e atacou o trigo e a cevada.

    Apenas exemplares  fêmeas do inseto foram encontrados. "Estes insetos nascem já gestando suas filhas, cada uma estando já grávida de suas netas", disse à AFP Scott Merrill, especialista em insetos na Universidade de Vermont.

    O poder das fêmeas

    Cada fêmea pode dar à luz oito filhotes por dia, que se multiplicam por oito pelo número de netas. “Imaginem o quão rápido a população desses pulgões pode explodir", diz.

    "Um ou dois pulgões podem dar à luz bilhões de insetos, se as condições são ideais", acrescenta.

    Até agora, o efeito do aquecimento global no desenvolvimento das plantas era o principal foco de pesquisas. Deutsch espera que este trabalho estimule mais cientistas a estudarem o efeito sobre os insetos em regiões particulares.

    Fonte: G1 Globo

    Aquecimento global vai estimular crescimento de insetos e pragas, diz estudo